terça-feira, julho 29, 2008

Why so serious?

Como todo nerd que se preza, sou fã incondicional de quadrinhos. Sempre fiquei ansioso à espera das adaptações dos meus heróis do papel para as telonas. Esse ano, foi, sem quase nenhuma dúvida, o ano mais nerd do cinema. Iron Man, de longe um dos meus heróis favoritos, recebeu uma super-mega-power produção, que conseguiu deixar até as incoerências com as hq's em segundo plano. Logo depois, saiu o novo Hulk, que recebeu um upgrade muito bem-vindo, e, que na nova adaptação, bem mais parecida com a hq, deu um novo significado à palavra violência. Mesmo assim, eu queria o novo Batman.

Sempre gostei do morcegão, mas desde Batman Begins, me tornei ainda mais fã do diretor Christopher Nolan, que conseguiu me mostrar um Batman bem mais próximo do que eu imaginava quando lia as hq's. Depois da adaptação de Nolan, os outros Batman's não passam de playboys travestidos.

Finalmente chega o dia da estréia. E com ela, não poderia deixar de existir,ela. A Fila. Não era uma fila qualquer, era uma indecente e interminável fila filha-da-puta. Tudo bem. Comecei a entoar cantos tibetanos para não perder o controle. Mas, não estava funcionando muito bem. Então, de repente, não mais que de repente, ouço gritos e palavrões até aquele momento desconhecidos para mim. Era um fã indignado, a ÚNICA cópia que tinha vindo para cidade era dublada. Corri em direção a confusão para ver mais de perto, era um amigo da faculdade. Ele esmurrava o vidro do guichê, enquanto babava de raiva e amaldiçoava até a 5ª geração da atendente. Também desanimei por ver que o filme era dublado. Peguei minha namorada e fomos embora antes que ele nos visse.

Esse final de semana, depois de muita resistência, sobre assistir ou não a cópia dublada de Batman - O cavaleiro das Trevas. Fui assistir assim mesmo, antes que eu começasse a arrancar as unhas com alicates enferrujados, ou fizesse algo nojento e desprezível, como baixar o filme da internet.

Analisando o filme como se eu fosse completamente surdo e perito em leitura labial, é sem dúvida, o melhor Batman já produzido de todos os tempos. Ou eu deveria dizer, é o melhor Coringa de todos os tempos? Certamente, Jack Nicholson, que se considerava o eterno coringa, tem motivos de sobra pra morder a própria testa. A primeira cena do filme já é genial, e nos dá um prévia do que podemos esperar do palhaço do capeta.

Apesar, de O Cavaleiro das trevas ser o Batman, ele não causa grande euforia. É o mesmo Batman do Begins, só que com alguns brinquedinhos a mais. Já o coringa não. O coringa dá medo. É um VERDADEIRO vilão, de dimensões jamais vistas, em qualquer outra adaptação de histórias em quadrinhos. O coringa é o que filme tem de mais excitante, e ao mesmo tempo, aterrorizante. Sem dúvidas, teria pesadelos, e inevitáveis mijadeiras noturnas se assistisse esse filme aos 12 anos, classificação indicativa do filme.

Diferentemente do coringa de Nicholson, que fazia palhaçadas, e era de fato engraçado. A interpretação de Ledger, não deixa espaços para gargalhadas, nem um simples riso no canto da boca. É um coringa tenso, doente, porém, genial que arranca suspiros de espanto e terror do público. Eu não me continha, tamanha a genialidade do Coringa, que com certeza apagou da história qualquer antecessor. Fiquei tão eufórico que algumas pessoas viravam pra mim com cara de espanto, outras mais próximas, mudaram de lugar, na certa com medo que eu pulasse em cima delas rindo e perguntando "Why so serious?".

Todo o contexto do filme é tenso e imprevisível. Consegue-se ver claramente, a simetria antagônica que existe entre Batman e o Coringa. Ambos obsecados por aquilo que fazem, e como fazem. Todas as interpretações estão surpreendentes, e até o comissário Gordon está dando show. Na verdade, só sabemos que o cavaleiro das trevas é o Batman, graças a série de Frank Miller, se não, todos alí seriam grandes cavaleiros negros.

Não vou dizer aqui que o duas-caras está melhor que o de Tommy Lee Jones. Está diferente, mas igualmente genial. Ainda mais depois de ser corrompido pelo palhaço do capeta. Decidindo o destino das pessoas com o jogar de sua moeda.

Acho difícil que haja uma continuação que chegue aos pés de O Cavaleiro das trevas. A lacuna que Ledger deixou, certamente, é irreparável. Talvez venham outros filmes trazendo um novo Pínguim, Mr. Freeze, Charada, mas parafraseando aqui O Coringa: "Gothan City merece vilões melhores."


5 comentários:

Samuel Bryan disse...

meu pai amado...
eu me arrepiei todinho ate os cabelos do c* com essa critica

vão pra casa do caralho voces tudinho
vou parar de ler criticas desse filme ate sair a versão de hight definition pra baixar na internet
pq se dependesse desse texto eu esquecia a merda da dublagem e matava aula da Aleta de novo pra assistir esse filme
uhauahuha
afinal, cada um responde de um jeito quando questionado sobre "why so serious?"
bye

Fernanda disse...

ahááá
você voltou! ;**

O seringueiro Voador disse...

Beleza de resenha Bryce, realmente tu devia investir nisso no blog, faltam boas resenhas no mercado.

enfim, tomara mesmo que tragam novos vilões, pq a Era Venenosa e Mr. Freeze que dos filmes passados foram uma verdadeira falta de respeito, sem bem que nunca gostei de nenhum deles mesmo nos quadrinhos.

Quanto ao coringa, não duvido que o Sr. Legder tenha superado Jack Nicholson, mas creio também que são visões diferentes de coringa, assim como visões diferentes de Batmam.

Mas graças a Deus as duas vezes que o Coringa apareceu ele caiu nas mão de diretores e atores competentes.

Ti disse...

Olha se o filme dublado é bom ou não...será sempre uma questão de ponto de vista pra quem assistiu mas, que o texto tá ótimo, rs
Inquestionável, rs
Meu caro amigo Bryce...seu futuro na Comunicação Social é promissor...
Don't give up this blog...

Thiago da Hora Souza disse...

Senti o Samuel fazendo a ceninha da raiva no guichê... HAHAHAHA

E eu assisti esse filme ontem. É PERFEITO!!!